2019 – SEJA BEM-VINDO

 “A duração da nossa vida é de setenta anos;
e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos,
a medida deles é canseira e enfado;
pois passa rapidamente, e nós voamos”.(Salmos 90:10)

Falta pouco para nos despedirmos de 2018. E uma verdade não pode ser deixada de lado: este ano passou muito rápido. E, consequentemente, nossa vida passou da mesma forma. Aliás, é uma afirmação bíblica de Moisés em seu Salmo, sobre os anos de nossa vida: “passa rapidamente e nós voamos”, ou como um “suspiro”. Assim entendia Jó: “O homem, nascido da mulher, é de poucos dias e cheio de inquietação. Nasce como a flor, e murcha; foge também como a sombra, e não permanece”(Jó 14:1,2). “E o apóstolo Tiago, escreve “Que é a vossa vida? “Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece” (Tiago 4:14).

Olavo Bilac, em seu majestoso poema assim se expressa:

O Tempo

Sou o tempo que passa, que passa
Sem princípio, sem fim, sem medida
Vou levando a Ventura e a Desgraça,
Vou levando as vaidades da Vida

A correr, de segundo em segundo
Vou formando os minutos que correm...
Formo as horas que passam no mundo,
Formo os anos que nascem e morrem.

Ninguém pode evitar os meus danos...
Vou correndo sereno e constante:
Desse modo, de cem em cem anos,
Formo um século e passo adiante.

Trabalhai, porque a vida é pequena
E não há para o tempo demora!
Não gasteis os minutos sem pena!
Não façais pouco caso das horas!

Portanto, estamos diante de uma verdade inquestionável, qual seja, a brevidade de nossa vida.  Se o ano passou ligeiro, nós passamos também, o que nos leva a refletir nas coisas que fizemos e nas que não pudemos fazer; projetos lançados e logo abandonados; e num piscar de olhos, o ano chegou ao fim.

E no plano espiritual quantas coisas deixamos de fazer, como amar mais a Deus e obedecê-lo, amar ao próximo, dedicarmos mais tempo à meditação e ao aprendizado de sua Palavra,   aproveitar cada oportunidade que surgiu diante de nós. Sem dúvida,se assim fizermos, os 365 dias do próximo ano serão vividos intensamente, e não nos assustaremos no final deles. E ao olharmos no espelho retrovisor  nos alegraremos com seu resultado.

A Palavra de Deus nos ensina que este mundo “jaz no maligno” e, portanto, nada de bom poderá nos legar. O apóstolo Paulo em sua carta aos cristãos de Éfeso, escreve: Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus” (Efésios 5:15,16)

Que o ano que se avizinha seja aproveitado de maneira sábia e inteligente, e que o projeto número um seja amar a Deus com todas as nossas forças, e abrir nossos corações para que esse amor seja derramado e transborde para abençoar a muitos.

Que assim seja.

Feliz Ano Novo

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *