ALEGRIA SEM GASTAR

 Assim acontece com vocês:
agora é hora de tristeza para vocês,
mas eu os verei outra vez,e
vocês se alegrarão, e ninguém lhes tirará essa alegria.
(Ev.João 16:22)

Nestes dias a mídia tem se ocupado de um grande festival de músicas e de bandas, que têm atraído muitas pessoas, especialmente jovens. Em busca de ingressos muitos madrugam para conseguirem um bom lugar nas extensas filas. E durante as apresentações são levados a uma histeria sem limites, com cantores que se despem rasgando suas roupas, com gestos maliciosos, e sendo aplaudidos por uma multidão.

Sem dúvida esta é uma alegria insana que custa bem caro. Dinheiro, tempo, horas de sono, cansaço, e ao final do evento muitas frustrações, desenganos e tristezas nos corações, que não foram preenchidos com outro tipo de alegria.

Logo ouviremos histórias de jovens decepcionados com esta festa, vidas estragadas, com uma sede ainda maior de alegria, sem saber que há uma fonte inesgotável onde saciar a sede. Bem escreveu o sábio Salomão: “Mesmo no riso o coração pode sofrer, e a alegria pode terminar em tristeza”. (Provérbios 14:13)

No texto de nossa meditação Jesus está se despedindo dos seus discípulos. Eles estão tristes, pois serão privados de sua  presença , pois parte para o Pai. Jesus acalma seus corações, e os conforta com tais palavras: “Assim acontece com vocês: agora é hora de tristeza para vocês, mas eu os verei outra vez, e vocês se alegrarão, e ninguém lhes tirará essa alegria”.(Ev.João 16:22)

A alegria da presença de Cristo em nossos corações é uma alegria perene, que para ele custou sua vida, mas para nós é de graça. No dia que o conhecemos como Salvador a alegria se instala no coração, e nos tornamos filhos e amigos. Os dias se passam e a cada manhã essa alegria é renovada.

A alegria de Cristo no coração nos dá tranquilidade, pois ele perdoa nossos pecados, nos garante vida eterna, nos dá paz constante e jamais frustrações. Tão diferente da pseudoalegria  dos grandes “shows”, que ao terminarem a alegria desaparece.

Então, que tal tomar posse dessa alegria que nos acompanha neste mundo, e prossegue na vida após a morte? É só dar um passo e aceitar a Cristo e confessá-lo como único Senhor e Salvador.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *