AQUI A TRISTEZA PULA DE ALEGRIA

Achei tão interessante essa frase que li em algum lugar, que logo a enviei pelo celular para minha mulher: “veja que linda”. E a transcrevi.

“Aqui a tristeza pula de alegria”

Por certo quem a criou estava de bem com a vida. Ou estava nos seus melhores dias.

Mas o que fazer para transformar a tristeza em alegria? Mudar o estado de espírito, muitas vezes lá pra baixo para as alturas do céu? Quanto esforço se faz necessário, não é?

De fato, embora a frase seja bem inteligente, não espelha o estado real de alguém 24 horas por dia. Em algum momento, eu e você nos sentimos tristes. Ora pelas contingências da vida como a dor, a doença, a perda de alguém querido, e uma série de mazelas que a vida nos prepara. (Inclusive a perda da copa).

Claro que tais eventos não são constantes, um dia atrás do outro, e é bom que seja assim. Digamos em números: de 10 apenas1. Então, 9 são bons momentos e nestes podemos afixar uma placa em nosso peito: “Aqui a tristeza pula de alegria”. E prontamente alguém também a lerá em nossos olhos, pois nossas atitudes, nossos gestos, nossas conversas serão prazerosas. E como é bom ser assim. De bem com a vida, de mãos dadas com a alegria.

E a alegria será bem mais contagiante quando temos Jesus dirigindo nossas vidas. Uma vida assim, a tristeza pula de alegria.

O Apóstolo São Paulo manifestava essa alegria em sua vida quando da prisão escreveu uma carta aos cristãos da cidade de Filipos, onde ocorreram vários imprevistos: “aprendi a viver contente em toda e qualquer situação”.

Que sua lição nos ajude a transformar os eventos maus, aquele do número 1, para vivermos contentes continuamente.

Desejo-lhe de coração um dia cheio de alegria. Que ao levantar-se seja esta a sua frase favorita: “aqui a tristeza pula de alegria”.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *