Arquivo da categoria: POESIAS

A IGREJA DE ATOS PARA NOSSOS DIAS

  Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e mente, Vidas novas de paz e doces alegrias

Publicado em POESIAS | 2 comentários

CAMINHO RADIANTE

“Dirige os meus passos nos teus caminhos  para que as minhas pegadas não vacilem”. (Salmos 17:5).     Qual viajante por este imenso mundo A percorrer uma estrada tortuosa,

Publicado em POESIAS | Deixar um comentário

CRISTO, MEU FAROL

  Senhor, o mar revolto, como me assusta, Em plena madrugada tão gelada. A escuridão , a onda feroz e astuta, O céu sem estrelas e a lua apagada.

Publicado em POESIAS | Deixar um comentário

O CEGO BARTIMEU

  Junto à curva do caminho, triste, sentado, Esmola Bartimeu, tão sozinho, tão só, Esperando ganhar o óbolo desejado Dos que caminham pela velha Jericó.

Publicado em POESIAS | Deixar um comentário

Ano velho – desejos que se foram

Os anos velhos me trazem saudades de caminhar descalço pelas ruas após a chuva, e mergulhar o pé nas poças de água,

Publicado em ARTIGOS, POESIAS | 1 comentário

PASTO VERDEJANTE

Leva-me ó Pai ao pasto verdejante  Com tua mão potente, abençoada e forte; Estou cansado, com medo, vacilante, Não me deixe só, perdido,triste e sem norte.

Publicado em POESIAS | 1 comentário

NICODEMOS – O HOMEM TRANSFORMADO -Orlando Arraz Maz

NICODEMOS  O HOMEM TRANSFORMADO   Era tarde da noite. Uma noite escura, tão escura quanto o coração de Nicodemos.   Por mais que desejasse ir para cama, algo o impedia.

Publicado em POESIAS | Deixar um comentário