CLAME A MIM

Jeremias ainda estava preso no pátio da guarda quando o Senhor lhe dirigiu a palavra pela segunda vez:”Assim diz o Senhor que fez a terra, o Senhor que a formou e a firmou; seu nome é Senhor:‘Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece’. (Jer. 33:1-3)

 

Que mensagem confortadora para corações que vivem entristecidos, aflitos por tantas ocorrências em nossos dias tão difíceis. Somos cercados por laços invisíveis desde a manhã ao levantar, até  findar do dia. Ora com notícias desalentadoras em áreas de saúde, de desemprego, familiar, e que tendem a nos derrubar. E muitas vezes conseguem.

Mas no meio de todo este quadro descobrimos que não estamos sozinhos.

Deus vem com a sirene aberta lá dos céus e se apresenta como a única e melhor solução. Que tal darmos passagem para ele e deixá-lo entrar com sua voz de amor bem lá no fundo do coração.

O profeta Jeremias, jogado no cárcere, recebendo um tratamento totalmente desumano, obteve de Deus uma mensagem abençoada para sua vida, objetivando dar-lhe as forças necessárias:

1) O autor da mensagem: “O Senhor é o seu nome”. Que conforto para o coração amargurado saber que quem se apresenta é o Senhor. Deus tão amado por Jeremias. Portanto, a mensagem daria forças necessárias para enfrentar o rei, o povo, e todos os inimigos do Senhor.

É assim que o Senhor quer ser recebido nos corações tristes com a certeza de que Ele é Senhor. “Assim diz o Senhor que fez a terra, o Senhor que a formou e a firmou; seu nome é Senhor”:

Como está seu coração ao ler esta mensagem? Coloque-o na presença de Deus e descanse porque Ele é Senhor.

2) A segunda lição: “Clama a mim e eu te responderei” . Nada de clamar aos lideres religiosos, pois eles não podem atendê-lo, e muito menos não possuem respostas. O Senhor tem respostas para os corações tristes.

3) A terceira lição: “e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece’. Há lições espirituais envolvidas que muitas vezes se tornam difíceis de serem descobertas. A resposta para Paulo diante de sua perplexidade foi: “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. As “coisas grandiosas” descobertas por Paulo foi saber que na sua fraqueza imperava o poder da graça de Deus.

A resposta sempre virá, talvez no momento de abrir seu coração e deixá-lo descansar no Senhor com sua paz. Os próprios discípulos não encontraram  as respostas que desejavam, mas “coisas grandiosas” aconteceram.

No profundo de sua “masmorra” clame ao Senhor, pois Ele tem “coisas grandiosas e insondáveis” para o seu coração:

“Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito”.
“Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” .
“E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou”.
“Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós”?
“Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas”? (Rom. 8:28-32)

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *