CORTINAS: SÓ DEUS PARA ABRI-LAS

sno-novo

Onde Ele guia

“Não sei o que me espera, Deus não me revelou.
A senda  é nova para mim, mas com meu guia vou.
E cada passo espero dar com quem por mim penou.
Se eu só um passo vejo, mais não preciso ver,
Nem quero já nenhum farol, se a luz do céu tiver.
Mas sempre dessa luz de Deus aqui terei mister.
Feliz tal ignorância do meu caminho além,
É bem melhor eu não saber as provações que vem.
Se já não sei por onde irei, decerto sei com quem.
Estribilho:

Onde Ele guia sigo, e creio no seu amor,
Se não enxergo o trilho além, o vê meu Salvador.

(Hinos e Cânticos – nº 346)

O novo ano é sempre uma caixa de surpresas. Ela está bem fechada por Deus e só Ele conhece seu conteúdo. Cada dia que passa somos inteirados em seus pormenores, que podem nos alegrar ou nos entristecer.

Este segredo reservado por Deus é deveras benéfico para todos nós, pois já imaginaram se soubéssemos antecipadamente? Uma perda de um familiar, uma doença fatal, o desemprego, e tantas outras mazelas, por certo nos derrubariam.

Mas há outro aspecto interessante: Deus deseja que confiemos nele, e assim, espera que nele depositemos nossa fé. Um bom exemplo foi deixado pelo Rei Davi ao escrever o Salmo 37 “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.” (vers.5). Por certo Davi teria passado por momentos difíceis, vendo a prosperidade e o poder de homens ímpios, tirando-lhe a paz do coração, até que descobriu o melhor remédio: “entregar-se” aos cuidados de Deus, “confiar nele” e deixar tudo em suas mãos.

Noutra oportunidade, vendo-se acuado por Saul, ele escreve o Salmo 31 “Os meus dias estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem” (vers.15). Davi era um homem que tinha sua confiança enraizada em Deus e sua vida inteira estava sob os seus cuidados.

Quantas vezes sofremos por antecipação devido a um problema que surge inesperadamente, e  achamos que a solução será trabalhosa. Discutimos conosco mesmo, estabelecendo um possível diálogo da outra parte! E com isto perdemos a tranquilidade e o sono, antecipando os fatos do dia seguinte.

O novo ano por certo trará muitas surpresas, e nada melhor que exercitarmos nossa confiança em Deus. Jesus nos deixou um ensino precioso dado no sermão do monte: Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.(Mat.6:34).

Por último penso que nossa ignorância quanto ao dia de amanhã, é fator positivo para  buscarmos a orientação de Deus . Ele deseja que falemos com ele por meio  de Jesus Cristo, através da oração, todos os dias contando-lhe nossas apreensões, e assim aprendemos a descansar nele.

Que estes pensamentos nos ajudem a ter um ano bem feliz.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *