O VERDADEIRO PASTOR

Bom Pastor

E suscitarei sobre elas um só pastor para as apascentar, o meu servo Davi. Ele as apascentará, e lhes servirá de pastor. E eu, o Senhor, serei o seu Deus, e o meu servo Davi será príncipe no meio delas; eu, o Senhor, o disse.(Ezequiel 34:23,24)

O trabalho do pastor é um dos mais antigos deste mundo. Desde os primórdios da humanidade eles se destacam por seu trabalho e dedicação ao rebanho. A Bíblia descreve a dedicação de muitos pastores, e a figura de Davi se destaca entre eles. Quando Samuel foi designado por Deus para ungir um rei sobre Israel, Davi se encontrava cuidando das         ovelhas de seu pai. E mais tarde ele relata ao rei Saul as suas vitórias em defendê-las das garras do urso e do leão. Um contraste notável entre Saul e Davi, entre os muitos, é que enquanto Davi protege o rebanho de seu pai, Saul busca as ovelhas perdidas do seu pai. Anos mais tarde, lemos que os pastores ao receberam a visitação gloriosa dos anjos anunciando o nascimento de Jesus, guardavam os seus rebanhos.

Jesus em seu ministério abençoado neste mundo se apresenta como o Bom Pastor.  Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (Ev. João 10:11). Ele se identifica perfeitamente como “o bom Pastor”, porque há os maus pastores, os mercenários, aqueles que são pagos para trabalhar, e as ovelhas não lhes pertencem. Frente à qualquer perigo eles fogem e deixam o rebanho desprovido de proteção. Na parábola da ovelha perdida contada por Jesus, o pastor deixa noventa e nove protegidas no aprisco e vai  buscar  a que se perdeu. Ao encontra-la, volta trazendo-a nos seus ombros, numa exuberante demonstração de alegria. Ele é o pastor no deserto perigoso, e é o pastor que nos leva às águas tranquilas e que refrigera a alma por amor ao seu Nome.

O profeta Ezequiel no capítulo 34 apresenta um quadro dos falsos pastores que viviam nos seus tempos, e no meio de tanto desalento e decepção, ele aponta para o rei Davi: E suscitarei sobre elas um só pastor para as apascentar, o meu servo Davi. Ele as apascentará, e lhes servirá de pastor. E eu, o Senhor, serei o seu Deus, e o meu servo Davi será príncipe no meio delas; eu, o Senhor, o disse”. Trata-se de uma profecia majestosa, onde o Senhor Jesus no milênio será o Rei-Pastor. Aquele que deu sua vida pelas ovelhas morrendo na cruz, será o mesmo que apascentará o seu povo. Hoje, lá dos céus Ele cuida do rebanho, dá a provisão necessária, corrige, e nos transporta em seus ombros. Mas naquele glorioso dia, Ele caminhará à nossa frente, e com corpos transformados, o veremos face a face.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS, Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *