UM LADRÃO NO CÉU

 

Há muitas promessas na Bíblia, mas esta se destaca de forma surpreendente.

A história de um dos ladroes crucificados ao lado de Jesus nos apresenta muitas lições, e derruba muitos mitos criados pela religião.

O ladrão creu que Jesus tinha um reino, e que voltaria, ressuscitando dos mortos, e que um dia viria para reinar neste mundo. Daí seu pedido: “lembra-te de mim”. Uma fé digna de ser destacada. Jesus, respondendo prontamente, a recompensou: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso”.

Que esplendida companhia “comigo”; que rapidez magnifica: “hoje”, e que lugar deslumbrante: “no paraíso”.

A salvação está condicionada ao arrependimento e a fé, e, portanto, exclui os ritos como a purificação através de novas vidas, ao purgatório, batismo, à ceia do Senhor, às boas obras, dentre outros.

Outra lição que aprendemos, é que não há o sono da alma como muitos erroneamente ensinam, mas, sim, plena consciência na morte. O malfeitor assim que expirou, entrou num estado de bênção e descanso no paraíso.

Também aprendemos que a salvação não é algo universal, ou seja, que Deus terá compaixão de todos. Absolutamente, não. São somente salvos os que se arrependerem de seus pecados e depositarem sua fé no Senhor Jesus. E lamentavelmente, o outro malfeitor deixou de crer em Jesus, e, portanto, não entrou com  Cristo no paraíso.

Por último, não deixemos para crer em nossos últimos instantes de vida, uma vez que desconhecemos totalmente, mas hoje mesmo, confessemos a Cristo como nosso Salvador e Senhor, e por certo faremos companhia ao malfeitor que está com Jesus.

Mesmo pertinho de Jesus, sem crer, alguém pode ir para o inferno.

De que lado da cruz você está? Perto, crendo e o paraíso garantido!

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *