VOCÊ TEME NOTÍCIAS MÁS ?

 Ele não teme más notícias;
o seu coração está firme, confiando no Senhor.
(Salmos 112:7)

Diante de tantas notícias assustadoras que nestes dias têm abalado a classe política e o povo de nosso País, me vêm à mente as palavras deste salmo, que trata do comportamento de pessoas fiéis. O salmista descreve o sucesso daqueles que são tementes a Deus e que confiam nele. Há aqui promessas maravilhosas da parte de Deus.

O homem que teme ao Senhor “não teme más notícias; o seu coração está firme, confiando no Senhor”.

O temor do Senhor vem pelo conhecimento de sua Palavra, tão negligenciada nos dias de hoje por todos, especialmente por aqueles que comandam os destinos de nosso país. Há uma preocupação em angariar recursos, e nessa batalha desenfreada e gananciosa, esquecem-se dos preceitos de Deus e lançam mão de práticas desonestas. E assim, muitos do povo os imitam.

Os holofotes destes últimos acontecimentos estão voltados para os que   comandam  o país, que legislam, governam, decidem, e têm em suas mãos todo o poder, que muitas vezes é exercido sem escrúpulos e sem temor a Deus. Muitos têm perdido o sono com o confisco de seus bens ou com prisão, e sempre à espera de más notícias.

O salmista, entretanto, esclarece que para não ser vítima de más notícias, sempre  desalentadoras e apavorantes, e nem perder a tranquilidade esperando por elas,  a confiança do ser humano deve estar depositada nos preceitos divinos e viver sabendo que há um Deus a quem todos devem prestar contas.

Quando o coração do homem estiver inclinado para os assuntos concernentes a Deus, e dar-lhe prioridade, as notícias más e desalentadoras deixarão de existir, e todos, desde as maiores autoridades até todas as demais pessoas, terão tempos menos agitados.

“Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que ele escolheu para lhe pertencer!” (Salmos 33:12)

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *