COMO ENSINAR MEU FILHO?

“Então, disse Manoá: Quando se cumprirem as tuas palavras, 
qual será o modo de viver do menino e o seu serviço?” (Juízes 13:12)
“Ensina a criança no caminho em que deve andar,
e ainda quando for velho, não se desviará dele”, (Prov. 22:6)

A história de Sansão sempre traz interesse e curiosidade, especialmente nas crianças. Sua força descomunal, muitas vezes pintada em livros de desenhos infantis, atiça a curiosidade delas.

A história de seu nascimento também foi algo extraordinário, pois um anjo do Senhor visitou a seus pais (primeiro a sua mulher), com a notícia que todas desejam: ela daria à luz um menino, um verdadeiro milagre já que era estéril. Em seguida deixou instruções de como criaria o menino, e ausentou-se. E em meio a essa notícia alvissareira, correu para contar a seu marido, que orou a Deus e suplicou por mais uma visita do anjo, pois desejava saber como “ensinar o menino”. E ao aparecer-lhe o anjo do Senhor pela segunda vez, reforçou seu pedido: “mas qual será o modo de viver e serviço do menino?” (Juízes 13:12). E após oferecer-lhe uma oferta que foi recusada, desejou saber o nome do anjo, e descobriu chamar-se Maravilhoso, ou em outra versão “meu nome está além do entendimento”. E ao oferecer em sacrifício o animal para Deus, o anjo subiu na chama do holocausto. Daí descobriram que era o próprio Deus, e que entendemos ser o Senhor Jesus em forma humana.

Embora Sansão teve uma vida de desobediência a Deus e não observou as instruções por ele dadas, sem dúvida foi instruído por seus pais.

Uma lição que podemos tirar é a preocupação dos pais em “como criar o menino”, e qual seria o “modo de viver e serviço do menino”. Quão bom seria se tal preocupação fosse a de muitos pais em nossos dias, especialmente a dos que conhecem a Palavra de Deus, em ensinar-lhes que Cristo é Maravilhoso, cujo nome é incomparável, e levá-los ao conhecimento de Cristo desde sua infância.

A Bíblia nos manda “ensinar a criança no caminho que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele” (Prov.22:6) Os pais de Sansão fizeram a sua parte. Sua mãe, sem dúvida, cumpriu a palavra do Anjo do Senhor, e ambos o instruíram da melhor forma possível.

Entretanto, muitos podem questionar: mas Sansão não andou nos caminhos do Senhor, e sua vida foi totalmente contrária à vontade de Deus? E isto pode acontecer em nossos dias, quando crianças são ensinadas de forma adequada “no caminho que devem andar”, por seus pais, e mais tarde seguem seus próprios caminhos, longe de Deus. Há exceções, mas trata-se de uma regra geral.

Os pais devem “ensinar” seus filhos e com amor mostrar-lhes o caminho de Deus, pois há subsídios em abundância na Palavra de Deus. Se ocorrerem desvios, como no caso de Sansão, seus pais não poderão lamentar o descuido no ensino quando crianças.

Por último, que o exemplo dos pais de Sansão venha a incentivar todos os pais, nestes dias quando a tecnologia tende a ganhar espaço na vida das crianças, roubando-lhes o tempo precioso do aprendizado da Palavra de Deus.

Que haja mudanças em muitos pais, e a exemplo dos pais de Sansão, que orem ao Senhor: “como ensinar o menino?”

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

 

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *