EVANGELHO – A ÚNICA SAÍDA

“Porque não me envergonho do evangelho de Cristo,
pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê;
primeiro do judeu e também do grego.
Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé,
como está escrito: Mas o justo viverá de fé” (Rom. 1:16,17)

Pouco antes da partida de Jesus para os céus deixou uma ordem aos seus discípulos: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Marcos 16:15,16). É o mesmo evangelho que Jesus ensinou no princípio do seu ministério, conforme escreve o evangelista Marcos.

Mas o que vem a ser o evangelho? Significa uma boa mensagem, uma boa notícia, pois diante de nossa situação pecaminosa, merecedores do castigo eterno, nos avisa que Deus nos ama e deseja a nossa salvação.

 A mensagem do evangelho de nada adiantaria caso fossem normas escritas por homens, como as leis que são debatidas pelos governantes. Muitas vezes amedrontam as pessoas e poucas vezes corrigem ou mudam seu comportamento. Tal assertiva independe de provas uma vez que nossa sociedade se corrompe dia a dia, e péssimas notícias são veiculadas diante dos nossos olhos.

Já com o evangelho não ocorre tal anomalia porque o apóstolo Paulo deixa de maneira bem clara nos seus escritos, e em especial em sua carta aos romanos, que o evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. Ao escrever sua carta aos cristãos de Roma, Paulo traça um panorama da degradação humana: “cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade, murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males. Desobediente aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia” (Rom. 1:29 a 32). Uma lista inesgotável e deveras horrenda, um retrato em tintas carregadas de nossa sociedade. E nesse mar profundo da maldade humana, o Evangelho chega para modificar. Suas raízes penetram o coração daquele que crê e é transformado pelo poder de Deus espelhado no evangelho de Jesus Cristo.

A salvação preconizada no Evangelho chega ao coração do homem através da fé, quando está assentada na Palavra de Deus e é obedecida sem reservas. É quando o homem reconhece que não há outro caminho, que não possui nenhum mérito, mas confia na obra de Jesus na cruz do calvário.

O pecado trouxe a condenação como o próprio apóstolo escreve: “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rom. 3:23), mas o evangelho traz salvação e justificação perante Deus.

Através dos anos o evangelho tem percorrido o seu caminho transformando vidas, porque foi espalhado como uma semente em todas as partes deste mundo, e cresceu porque o poder estava e está em Deus. Se conseguiu vidas perdidas na antiga Roma dos tempos de Paulo, por certo alcançará vidas perdidas do século XXI.

Que a mensagem do evangelho realize sua obra em muitos corações, resultando em vidas extremamente felizes em Jesus Cristo.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *