INCÊNDIOS EVITADOS

 

Incêndios

 

Vendo isto os discípulos Tiago e João, disseram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir [como Elias também fez?]  Ele porém, voltando-se, repreendeu-os, [e disse: Vós não sabeis de que espírito sois.] . [Pois o Filho do Homem não veio para destruir as vidas dos homens, mas para salvá-las.] E foram para outra aldeia. Lucas: (9: 55,56)

Quantas vezes agimos sem pensar e tomamos medidas que em seguida nos entristecem. Procuramos todos os meios para nos desculpar, e só assim alcançar alívio para nossa consciência.

Não sei o que se passou nos corações destes dois discípulos, um deles conhecido como o discípulo que Jesus amava. Penso que ficaram deveras envergonhados pela advertência de Jesus.

Não levou muito tempo, pois no início da igreja relatado em Atos dos Apóstolos, encontramos João incumbido de levar as boas novas do evangelho a uma aldeia dos Samaritanos. Aquele que desejava queimá-los com fogo do céu, provou outro fogo vindo também do céu, que trouxe uma nova vida a muitos samaritanos.(Atos 8:25).

Há um ditado chinês que diz: “Meça cem vezes e corte uma vez”. Devemos agir da mesma forma em circunstâncias adversas, quando faltar bem pouco para explodir nossas reservas. Do contrário seremos corrigidos por Deus, que nos manda  dar meia volta e apagar o incêndio.

O apóstolo do amor entendeu perfeitamente a repreensão do seu amado Mestre, e não foi difícil demonstrar seu amor aos samaritanos, levando-lhes as novas do evangelho e abrindo-lhes seu coração. E ao longo de sua longeva vida foi conhecido como o apóstolo do amor.

Que sejamos sensíveis à voz de Deus para prontamente obedecê-la, e sermos usados para o enaltecimento do seu Nome.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *