O MAIOR MILAGRE

Então, aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro:

É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor,

cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar. (João 21:7)

Um grupo de sete amigos, todos cheios de frustrações   decidem pescar. São eles, Pedro, Tomé, Natanael, Tiago e João e mais dois cujos nomes não conhecemos.

A caminhada com Jesus não mais existia, e foram poucas vezes que o encontraram após a ressurreição. Então, decidem voltar à pescaria, e após uma longa noite no mar nada pescaram. Ao amanhecer, ao voltarem com as redes vazias, encontram um homem na praia, até então desconhecido de todos.

Eles tinham experiências pessoais com Jesus, que por certo marcaram suas vidas, mas esta, sem dúvida, lhes daria um novo ânimo. Em princípio não o reconheceram, ou por ser ainda escuro, ou por impedimento divino, o que os levou a pensar tratar-se de um estranho, porém hábil pescador pela maneira como mandou-os lançar a rede à direita do barco.

Sem quaisquer questionamentos, obedecem as ordens dadas. E ao lançarem a rede, o milagre surgiu diante dos seus olhos. E João descobre imediatamente tratar-se de Jesus. Bendita descoberta. Pedro ao ouvir a declaração de João, “é o Senhor”, lança-se ao mar e nada até a praia.

Quando os demais chegaram com os peixes, receberam um agradável convite: “Vinde e tomai vosso desjejum”, pois lhes preparara um peixe sobre as brasas e pão. Então, reconheceram tratar-se de Jesus, que os alimenta como aqueles cinco mil, aproximadamente, à beira do mesmo lago.

Lições preciosas para os que desconhecem o poder de Cristo, e para os que um dia deixaram os seus caminhos, guardando boas recordações, experiências notáveis, mas que foram apagadas, e cheios de frustações estão remando na noite escura sem qualquer sucesso.

O primeiro passo é obedecer a voz de Jesus sem questionamentos, e os resultados virão em bênçãos incontáveis.

Este é o maravilhoso amor de Jesus, pois como o Bom Pastor prepara um banquete para todos os que o amam. Ele não precisa nossos recursos, assim como não precisou dos peixes pescados pelos discípulos. Jesus tem o melhor alimento para nossa alma.

Por último, o maior milagre não aconteceu numa praia do mar de Tiberíades, mas no monte do Calvário, onde o milagre da salvação se deu pela morte de Jesus.  Basta confessar em seu coração e reconhecer como João, exclamando :”É o Senhor”.  Sem dúvida o milagre de uma nova vida será uma realidade.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *