A ARCA DE NOÉ – Histórias bíblicas da minha infância

arca-de-noe

A euforia era tão grande na sala de aula, que a criançada toda falava ao mesmo tempo.

Assim que entrava a professora com as figuras em suas mãos, passava a reinar absoluto silêncio ante a expectativa do assunto da aula. 

A lição deste dia era sobre a arca de Noé, e a primeira figura mostrava um velho de barbas longas que representava Noé, um homem justo e perfeito aos olhos de Deus e que com ele andava.

Mas o povo onde morava Noé era completamente depravado, o oposto de Noé, e cada um fazia o que bem entendia, e os pensamentos maus afloravam em seus corações.

Daí a professora colava outra figura mostrando homens e mulheres brigando entre si, crianças levantando as mãos contra seus pais, velhos sendo espancados pelos jovens. Uma verdadeira balbúrdia. E ela nos ensinava a cultivar o amor no coração, o temor a Deus e o respeito para com os mais velhos.

Então, prosseguia a professora. Deus mandou Noé avisar o povo que destruiria toda a terra, homens, animais, répteis e aves, caso o povo não se arrependesse dos seus pecados.

Outra figura era afixada no quadro, e esta mostrava Noé num lugar elevado pregando a mensagem dada por Deus, onde se viam também pessoas zombando, outras dando as suas costas, numa demonstração de desprezo total. E a professora nos ensinava a dar crédito à Palavra de Deus, abandonar a maldade do coração, e depositar nele toda nossa confiança.

Noé, também, recebeu outra tarefa da parte de Deus, e esta era para construir uma arca de madeira, um grande barco, que deveria abrigá-lo com sua família, bem como todos os animais, aves e répteis. E a professora afixava novo quadro onde se via um  barco gigantesco, e os animais entrando por uma rampa. E na medida em que prosseguia a aula, via-se grande expectativa nas crianças.

Calmamente a professora apresentava nova figura, e esta mostrava um céu sombrio com nuvens escuras, prenunciando um violento temporal. Em seguida, outra mostrando a barca sendo elevada sobre as águas, algumas pessoas tentando nadar para alcançá-la, outras no alto de árvores, e ainda algumas galgando os altos montes. E a professara nos ensinava dizendo que era tarde demais, pois Deus fechou a porta, punindo todas as pessoas que morreram afogadas.

Ao terminar a aula chamava nossa atenção para não desprezarmos a voz de Deus, e nos apresentava outra figura com um texto bíblico:

 Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Isaías (cap. 55)·

As pessoas no tempo de Noé desprezaram o aviso de Deus, não o buscaram enquanto tinham vida e nem o invocaram enquanto Deus estava perto. E a professora nos falava que depois da morte não havia mais como se salvar, nem orações dos que ficaram vivos, pois após a morte viria o juízo de Deus

E o último adesivo colocado pela professora trazia o seguinte versículo:

 Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações” (Hebreus 3:15)

 E assim concluía sua aula com uma oração em favor das crianças.

Os anos passaram, aquelas crianças se tornaram adultas, e a velha história de Noé continua falando a muitas pessoas. Algumas têm dado crédito à mensagem de Deus, arrependendo-se dos seus pecados e confessando ao Senhor Jesus como Salvador.

Outras têm desprezado, e zombam da Palavra de Deus correndo o sério risco de morrerem em seus pecados. Um dia, com a chegada da morte, a porta será fechada por Deus, e não haverá mais chances de uma salvação eterna. A hora da decisão é hoje.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz

orlandoarraz

orlandoarraz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »