CANSAÇO OU DESCANSO

“Venham a mim todos vocês que estão cansados
e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.
Tomem sobre vocês o meu jugo. Deixem que eu lhes ensine,
pois sou manso e humilde de coração,
e encontrarão descanso para a alma.
Meu jugo é fácil de carregar,
e o fardo que lhes dou é leve” (Mateus 11:28-30- NVT)

O cansaço é algo bem desagradável e ninguém o aprecia. Após um dia de trabalho ou de qualquer atividade, muitas vezes nos deixa mau humorados, irritadiços. Já o descanso é bem-vindo e não há ninguém que o despreze, pois nos deixa relaxados e se há uma sombra e água fresquinha, tanto melhor.

Entretanto, o cansaço a que Jesus se refere em seu ensino, foge totalmente dos padrões humanos e não há como mensurá-lo. É o cansaço que nos vem pela carga do nosso pecado, como escreve o escritor da carta aos Hebreus: “Portanto, uma vez que estamos rodeados de tão grande multidão de testemunhas, livremo-nos de todo peso que nos torna vagarosos e do pecado que nos atrapalha, e corramos com perseverança a corrida que nos foi posta diante de nós” (Hebreus 12:1 -NVT). A carga que o pecado produz na vida de qualquer pessoa, além de oprimi-la traz cansaço, deixa os passos vagarosos e atrapalha a corrida nos caminhos traçados por Deus. Portanto, é algo desgastante, pois tal peso levará o homem à separação de Deus e a sua morte eterna.

Assim, o convite de Jesus se torna bastante claro e elucidativo. Ele convida todos que sentem este peso para que o busquem, pois ele dá o alívio que tanto satisfaz. Por mais esforço que faça a pessoa, por mais que busque nas religiões, nos livros de autoajuda os meios para se desvencilhar do peso que o pecado traz, são totalmente inúteis.

Outro detalhe de vital importância é que Jesus ao retirar o peso do nosso pecado, em seu lugar coloca sobre nós o seu jugo que nada pesa, e nos convida a aprender dele, pois é manso e humilde de coração. Daí, o total descanso, não o físico, mas o espiritual que nos fará seus filhos.

Na cruz, ao morrer, Jesus levou sobre si a carga gigantesca do nosso pecado, e ao expirar clamou ao Pai: “Está consumado”. O descanso, finalmente, veio, e nossa carga desapareceu. E o apóstolo Pedro nos ajuda a entender mais um pouco: “Ele mesmo carregou nossos pecados em seu corpo na cruz, a fim que morrêssemos para o pecado e vivêssemos para a justiça; por suas feridas somos curados. (I Pedro 2:24 – NVT).

Então, cansaço ou descanso? Que seja sábia sua escolha.

Uma boa semana a todos.

Orlando Arraz Maz©

 

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »