CASA DO PAI : PORTAS ABERTAS

 

Levantou-se, pois, e foi para seu pai.
Estando ele ainda longe, seu pai o viu,
encheu-se de compaixão e,
correndo, lançou-se lhe
ao pescoço e o beijou.(Lucas 15:20)

Uma das mais lindas e emocionantes parábolas contadas por Jesus, sem dúvida é a do filho pródigo.  Nela encontramos todos os elementos de um amor extraordinário de um pai por seu filho rebelde e perdulário, que pediu sua herança antecipadamente. Mesmo com o coração dilacerado, abriu mão de sua riqueza, e contemplou sua saída do lar.

Nada sabemos do tempo que passou longe de casa, mas a fortuna acabou, passou a viver uma vida até então desconhecida, e mergulhou fundo na miséria. O melhor que poderia fazer era voltar para o aconchego do lar e atirar-se aos braços do pai. Foi o que fez.

Diz nosso texto: “Levantou-se”. Estava prostrado. E começou a caminhar. Foi para seu pai. “Estando ele ainda longe, seu pai o viu”. Não foi ele  mas o pai que o viu. Reconheceu-o mesmo em trajes imundos, encheu-se de compaixão, e correndo lançou-se lhe ao pescoço e o beijou.

Nesta parábola, em letras gigantescas, encontramos o amor de Deus em busca daquele que se perdeu. Deus, na pessoa de seu filho, ainda corre em busca dos perdidos que se distanciaram da casa paterna. Quer dar o beijo de perdão naqueles que resolvem dar o primeiro passo em sua direção, dispostos a pedir o seu perdão.

Longe do lar o filho só encontrou desilusão, dor, angustia, e assim se dá com aqueles que estão longe de Deus seguindo seus próprios caminhos. Mais do que nunca precisam tomar a mesma atitude do filho pródigo, e reconhecer que na casa do Pai há fartura e tesouros inesgotáveis.  Jesus nos dá plena garantia que todos serão bem recebidos pelo Pai: “Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. (Ev. de João 6:37)

Que o amor do Pai fale e impacte o coração dos que já voltaram, e os que ainda estão distantes do lar que voltem para o calor de seus braços e a bênção do seu perdão.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »