DA CAVERNA PARA DEUS

 

caverna“Tira a minha alma do cárcere para que eu dê graças ao teu nome;

Olha para a minha mão direita, e vê, pois não há quem me conheça;

refúgio me faltou; ninguém se interessa por mim.(Salmos 142:4-7)             

 Naqueles tempos uma caverna era um lugar escuro e solitário. Não era como as cavernas de nossos dias com boa iluminação e abertas para visitação. Foi esse o lugar escolhido por Davi para esconder-se da perseguição do rei Saul, e ao mesmo tempo para derramar sua alma perante Deus.

Ele estava profundamente abatido, abandonado por amigos, sem a fama de ser um forte guerreiro como nos tempos de Golias, enfim, em total baixa de estima e em completo abatimento de alma.

O melhor lugar era abrir seu coração dentro de uma das muitas cavernas relatadas na Bíblia – Engedi, Adulã – quem sabe, e foi assim que fez. E Davi nos dá uma valiosa lição quanto à oração, quando estamos debaixo de um peso insuportável. “Derramo perante Ele a minha queixa; diante dele exponho a minha tribulação”. Muitas vezes falamos dos nossos medos às pessoas erradas, ou mesmo aos amigos que julgamos ter, e os “conselhos” chegam sem qualquer direção divina.

Davi procurou a Deus no momento certo: “quando dentro de mim esmorece o meu espírito”. Quando já não lhe restavam forças ele procurou falar com Deus na caverna.

Hoje podemos entrar em nosso quarto, e longe de todo o barulho, expor nossas apreensões a Deus. Foi assim que Jesus ensinou seus discípulos: “Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”.

Davi reconhecia em Deus um refúgio perfeito tantas vezes declarado em seus salmos dos quais destacamos dois:

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”.(Salmos 46:1)

“Em ti, força minha, esperarei; pois Deus é o meu alto refúgio”.(Salmos 59:9)

Quando estamos abrigados dentro do refúgio secreto de Deus, ele ouve nossa oração e nos tira do “cárcere”, o lugar sombrio da perda de um amigo, de uma pessoa amada, de um filho que tanto amamos, de uma doença repentina, e tantos outros “cárceres” que nos abatem. Estar nesta situação é um fato que Deus entende; permanecer sem corrermos para a “caverna” é algo que Deus reprova. Portanto, lá dentro precisamos clamar de todo o nosso coração: “Tira a minha alma do cárcere”. Deus deseja ouvir a nossa voz, dar plena libertação, curar nossas feridas e dar-nos a vitória.       

Davi deseja sair da caverna totalmente restaurado e declarando a todos o bem estar de sua alma com um louvor em sua boca: “os justos me rodearão pois me farás muito bem”.

Nossa oração é para que Deus nos tire da caverna, liberte nossa alma do cárcere, e coloque um novo cântico em nossa boca. “Volta, minha alma, ao teu repouso, pois o Senhor te fez bem”.(Salmo 116:7).

Que assim seja

©Orlando Arraz Maz

Salmo 142 apresentado pelo Coral da Igreja Evangélica Assembléia de Deus – Ministério do Belém em São Paulo – Pastor José Wellington, regente Wainer Fernandes, Piano Lígia -Órgão Ruth Peres – Rua Conselheiro Cotegipe 273 Belenzinho São Paulo-SP Cultos Domingos terças e quintas,

https://youtube.com/watch?v=uHmjYD8qAfsframeborder%3D0allowfullscreen

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »