DENTRO OU FORA DA CAVERNA?

caverna

“Oh! Provai e vede que o Senhor é bom;

bem-aventurado

 o homem que nele se refugia”. (Salmo 34: 8)

 

 Que salmo encantador!  Os dez primeiros versículos apresentam um poema de louvor e de ações de graças, pela fidelidade do Senhor ao ouvir o clamor dos aflitos.

 “Clamou este aflito e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações”

 Davi, autor deste salmo, vive um tempo bastante agitado em sua vida. Foge do rei Saul e busca abrigo junto ao sacerdote Aimeleque, na cidade de Nobe. Mais tarde vai à cidade onde vivia Golias, o gigante morto por ele, finge ser doido, e por fim se instala na caverna de Adulão, onde a ele se juntam cerca de 400 homens, endividados e amargurados de espírito, tornando-se chefe deles.

 Penso que foi no silêncio da caverna, um lugar escuro, onde clamou ao Senhor:

 “Busquei ao Senhor, e ele me respondeu, e de todos os meus temores me livrou”.

 Quantas vezes nos encontramos dentro da “caverna”. Levamos nossos medos, tristezas e frustrações. Não conseguimos deixa-los do lado de fora, porém podemos expulsá-los clamando ao Senhor. 

 Foi exatamente o que fez Davi. E é lamentavelmente o que não fazemos. Entramos na caverna para chorar e nos esquecemos de clamar com fé. Arquitetamos planos, elaboramos cálculos, manipulamos fórmulas, e nos esquecemos do Senhor.  

 Davi através das suas experiências aprendeu buscar e clamar ao Senhor, antes de tomar qualquer passo. Ele pode afirmar com segurança: “Ele me acolheu… respondeu…livrou-me de todos os temores”.

 Davi foi acolhido por Deus qual mãe carinhosa que acolhe o filho nos braços e ouve seus problemas. É nos braços do Senhor que ele quer nos ensinar e nos livrar de todos os nossos temores.

Só assim as decepções podem ser evitadas, lágrimas poupadas e temores banidos.

 Alguma aflição nos perturba? Uma amizade desfeita? Uma dor física? Uma doença incurável?  Busquemos ao Senhor como Davi. Ele sempre está presente querendo manifestar-se com seu poder.

 “Perto está o Senhor dos que tem o coração quebrantado e salva os     contritos de espírito”.  

 As nuvens escuras encobrem o sol no firmamento, mas o sol está sempre presente, mesmo na forte tempestade.

 O Senhor quer nos acolher como fez com Davi, e ouvir dos nossos lábios:

 “Provai e vede que o Senhor é bom”. 

 Que assim seja.

 Orlando Arraz Maz

 

orlandoarraz

orlandoarraz

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »