CONVITE IRRECUSÁVEL

                      Pescadores

 Andando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e seu irmão André lançando redes ao mar, pois eram pescadores. E disse Jesus: “Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens”. No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram. Indo um pouco mais adiante, viu num barco Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, preparando as suas redes. (Marcos 1:16-19 NVI)

Andar à beira mar, sem dúvida, para Cristo não seria apenas um passeio matinal como muitos fazem. As praias são lugares preferidos, entre muitas coisas, para admirar a natureza, como o nascer e o por do sol, o céu azul sem nuvens, e ainda o lugar onde muitos praticam exercícios.
Jesus muitas vezes andou pelas praias do mar da Galileia, mas seu objetivo sempre foi procurar fazer a vontade de seu Pai.

Nesta ocasião seu olhar pousou sobre dois homens, e logo pensou nos discípulos que fariam parte de seu ministério: André e Simão, pescadores, que trabalhavam arduamente lançando suas redes ao mar. E logo os chamou para que o seguissem, e se tornassem pescadores de homens. Caminhando mais um pouco, chamou mais dois irmãos, também pescadores: Tiago e João, e fez o mesmo convite.

Hoje o Senhor Jesus não está entre nós fisicamente, portanto, não vamos vê-lo andando por uma praia, mas está vivo nos céus para onde subiu há mais de dois mil anos. Enquanto Ele não volta, a praia que Ele escolheu é o nosso coração, onde em espírito caminha fazendo este convite:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.(Mateus 11:28-30)

O que precisamos fazer é atender ao seu convite com a mesma prontidão daqueles quatro primeiros discípulos, deixando as muitas redes que nos atrapalham, e que a cada dia mais nos embaraçam. Quando nos rendemos ao seu convite e o seguimos de coração, encontramos alivio e descanso para nossas vidas. A partir daquele dia esses discípulos experimentaram e desfrutaram uma nova vida, o que sem duvida pode ocorrer com aqueles que se lançarem em seus braços: “Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”.(João 6:37)

Desça com toda pressa do barco agitado de sua vida, e atenda ao chamado de Jesus.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para CONVITE IRRECUSÁVEL

  1. Nehemias Joel Dias disse:

    Grande verdade,agradeco a Deus por alcançar meu coração e transformar mi há vida de pescador de peixes para pescador de almas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *