PACIÊNCIA ESGOTADA? HÁ SOLUÇÃO.

“Esperei com paciência no Senhor,
e ele se inclinou para mim,
e ouviu o meu clamor” (Salmo 40:1)

A paciência é uma palavra que está escapando de nosso linguajar nestes dias, ameaçados pelo “novo corona vírus”. Embora o medo tenha tomado conta de todos, há uma queixa comum de que se torna difícil o confinamento nas casas. Muitos já perderam a paciência e estão saindo para diversas atividades, outros caminhando com seus animais de estimação, expondo ao perigo suas vidas e as dos que passam por eles.

Entretanto, para os que conhecem a Jesus como Salvador, cuja paciência esteja se esgotando, cansados do confinamento, é tempo de observar a Palavra de Deus com seus ensinos sobre a paciência.

Na Bíblia há muitas citações e exemplos de pessoas que exercitaram a paciência e alcançaram excelentes resultados. O apóstolo Tiago escreve sobre a paciência de Jó mergulhado na mais terrível enfermidade: “Eis que temos por bem aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso” (Tiago 5:11). Claro que o nosso confinamento não se compara com a enfermidade de Jó, entretanto, sua paciência e fé devem servir de exemplo a todos nós. Abraão é outro exemplo, embora negativo, daquele que perdeu a paciência, aceitando a sugestão de sua mulher para unir-se com sua escrava, Hagar, para ter um filho com ela. Não esperou o cumprimento da promessa, embora nunca tenha duvidado. Mas sua precipitação até hoje tem trazido inúmeros conflitos entre árabes e judeus.

Nossa perda de paciência devido ao confinamento dentro de nossas casas, poderá trazer resultados negativos e muita tristeza.

Deus recompensa a nossa paciência, intervindo com frutos desejáveis. Nosso dever é confiar e aguardar o tempo de Deus. Como o lavrador esperava pelas bênçãos das chuvas, assim devemos esperar pela cura total desta pandemia, com o surgimento da vacina produzida no laboratório de Deus. É Ele quem dá a inteligência aos nossos pesquisadores.

Que possamos buscar a misericórdia de Deus, entregar-lhe a nossa falta de paciência, e confiar que no seu tempo cessarão os transtornos causados por esta pandemia.

Façamos nossas as palavras do salmista: “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor” (Salmo 40:1)

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Esta entrada foi publicada em ARTIGOS. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *