JESUS, A ÚNICA SAÍDA – SEM ALTERNATIVAS

 

Por causa disso muitos dos seus discípulos voltaram para trás
e não andaram mais com ele. Perguntou então Jesus aos doze:
Quereis vós também retirar-vos?
Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós?
Tu tens as palavras da vida eterna.
E nós já temos crido e
bem sabemos que tu és o Santo de Deus”. (João 6:66-69)

 

Os interesseiros estão por toda a parte, especialmente quando se trata de benefícios próprios. E esta atitude foi bem acentuada durante a vida do Senhor Jesus, na realização de seus muitos milagres. Dentre esses, destacamos o milagre da multiplicação dos pães e peixes, relatada pelo evangelista João. Jesus supriu as necessidades alimentares de quase cinco mil pessoas, e ainda sobraram doze cestos com pedaços dos cinco pães de cevada. No dia seguinte foram à procura de Jesus, não para ouvirem seus ensinos, mas, sim, na esperança de que a boa comida se repetisse. Jesus bem conhecia seus corações: “Em verdade, em verdade vos digo que me buscais, não porque vistes os sinais, mas porque comestes do pão e ficastes satisfeitos” (João 6:26).

Em seguida Jesus proferiu um discurso, apresentando-se como o pão da vida, tão diferente daquele que foi usado para alimentar o corpo temporariamente. O pão da vida que sacia a fome espiritual. Mas, ao finalizar seu discurso, alguns não suportaram o poder de suas palavras, voltaram atrás e deixaram de segui-lo.

Há muitos em nossos dias que são verdadeiros interesseiros, desejam apenas os milagres de Jesus para satisfazer seus desejos, sem amá-lo e muito menos segui-lo. Esperam sempre algo em troca. E cansados dos ensinos de Jesus, viram lhe as costas.

Após ouvirem o discurso de Jesus cada um seguiu o seu caminho. Então,   Jesus fez a seguinte pergunta aos seus discípulos: “Vós também quereis retirar-vos?” E Pedro, fazendo uso da palavra, falou em nome dos demais: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. E nós cremos e sabemos que tu és o Santo de Deus”.

É deveras triste o quadro religioso de nossos dias, onde há muitos que têm trocado o ensino de Jesus por teorias humanas, verdadeiros seguidores de homens, que há muito viraram as costas para os seus ensinos. Alimentam-se de pães bolorentos, bebem em cisternas rotas, e não abraçam o “Pão da Vida”, o Senhor Jesus Cristo, que desceu do céu “para que todo aquele que dele comer não morra, mas viva para sempre” (João 6:50,51).

O apóstolo Pedro nos apresenta uma sábia e abençoada resposta: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna”. A melhor decisão de uma vida é descobrir que fora de Cristo não há saída, e que só ele tem “palavras de vida eterna”. Não há, não houve e nunca haverá um homem que possa garantir vida eterna. Somente Jesus, o Deus encarnado que morreu em uma cruz e que ressuscitou ao terceiro dia, e que hoje está no céu, pode afirmar: “Eu sou o pão da vida, quem vem a mim jamais terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede”.

Corra agora mesmo para os braços de Jesus, a única saída sem alternativas.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »