JESUS É SEU PASTOR?

O Senhor é o meu pastor;
de nada terei falta (Salmos 23:1)

Este é um salmo bem conhecido, aberto em muitas Bíblias e exposto nos mais diversos lugares. Serve mais como um talismã e não reflete ao seu possuidor um conhecimento real ou fruto da própria experiência.  Chega perto do salmo 91, também exposto, e com o mesmo objetivo.

O autor desta joia preciosa da literatura bíblica, Davi, que foi um pastor de ovelhas, conhecia bem o serviço de um pastor: ele governa, guia, alimenta e protege; as ovelhas o seguem, o obedecem, o amam e confiam nele.

Não sabemos qual sua idade ao escrevê-lo. É bem provável que seja fruto de seus anos avançados, onde sob as lembranças dos pastos verdejantes e das águas tranquilas, pastoreava, ainda moço, as ovelhas de seu pai.

Davi, neste salmo, pensa em Deus, que é o seu Pastor. Ao longo dos anos desfrutou seus cuidados, muitas vezes foi liberto das garras do inimigo, e permitiu que seu Pastor o conduzisse às águas tranquilas, depois de noites tenebrosas. E com o coração transbordando de alegria, declara: “e nada me faltará”.

Seria maravilhoso que todos os que conhecem este salmo  conhecessem o Bom Pastor, que é Jesus Cristo. Ele mesmo afirmou quando aqui esteve: “Eu sou o Bom Pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem; assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas” (João 10:14,15).

A experiência de Davi pode ser a mesma de todos nós: desfrutar dos cuidados do bom Pastor, crer que Ele supre todas as nossas necessidades, e não duvidar nunca do seu amor, e que sua morte na cruz nos garante a vida eterna.

Só assim podemos dizer: “Nada me faltará”. Pois ele vai segurar firme nossa mão, e sem medo atravessar conosco os vales sombrios e os rios profundos, e estancar nossas lágrimas de aflição.

O escritor da carta aos Hebreus dá brilho a esta vibrante realidade: “O Deus da paz, que pelo sangue da aliança eterna trouxe de volta dentre os mortos a nosso Senhor Jesus, o grande Pastor das Ovelhas” (Hebreus 13:20)

Não basta deixar sua Bíblia aberta no Salmo 23. Guarde-o em seu coração, e seja você mesmo um livro aberto onde muitos possam ler em você o Salmo 23, e conhecer o Bom Pastor.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »