Julgamento sem recurso

O julgamento de Lindemberg, o assassino de Santo André, impactou  a opinião pública.
Uma multidão de repórteres, câmeras de televisão, pessoas entrevistadas, promotores dando seu parecer jurídico, e o público, ávido por uma condenação por certo merecedora.
Ao findar  do dia o veredito foi dado com a leitura da sentença: 98 anos de prisão, com o lançamento do nome do réu no rol dos culpados. 
E a advogada do réu informou que pretende ingressar com recurso, com vistas à anulação do júri. 
Lembrei-me de um julgamento totalmente diferente deste, presidido por Deus, que julga retamente grandes e pequenos, não por crimes específicos praticados, mas por obras más provenientes de vidas pecaminosas, e que não se submeteram à lavagem dos seus pecados no sangue precioso de Jesus.
Suas obras más foram lançadas no livro do juízo, e a condenação foi decretada por Deus. E não há qualquer interposição de recurso, pois a sentença é perfeita.
Lindemberg, que passou por um juízo humano, se não se arrepender de seus pecados, sem dúvida comparecerá perante este Tribunal onde será julgado com retidão, sem direito a qualquer recurso.
Felizes aqueles cujos nomes foram encontrados no Livro da Vida, e que tiveram suas causas ganhas pelo Defensor, no alto de uma tribuna levantada na Cruz do calvário. Lá, Jesus, o Advogado maravilhoso e competente, venceu a Satanás e ganhou a vitória para mim. E lançou meu nome no Livro da Vida.
A Ele minha eterna gratidão.
“E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles.
E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o além entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo.
E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo”. (Apocalipse 20:11a15)

Orlando Arraz Maz

orlando

orlando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »