NATAL DE SOMBRAS

(Sapo-PT)

A notícia abaixo chocou o mundo no início da tarde de sexta-feira, 14 de dezembro. Faltando somente 11 dias para o Natal, um pesadelo tremendo, não um sonho, mas uma realidade arrancou lágrimas e instaurou o desespero em milhares de corações. De um momento para outro, num abrir e fechar dos olhos, os projetos de um natal de luz se transformaram num natal de sombras:

 

 “O tiroteio numa escola em Newtown, no estado norte-americano do Connecticut, resultou na morte de 27 pessoas, incluindo 20 crianças, 12 meninas e 8 meninos com menos de 10 anos. Adam Lanza, o atirador, tinha 20 anos e foi aluno da escola. É uma incógnita o motivo que o levou a cometer o massacre. As autoridades investigam a possibilidade de Lanza sofrer de um distúrbio de personalidade. Centenas de pessoas participaram em vigílias de homenagem às vítimas do tiroteio”.(Sapo -PT)

 

Por que? Creio que foi a pergunta que muitos fizeram ao ouvir as notícias e ver as cenas de desespero. O atirador, totalmente desequilibrado, deu cabo à própria vida e à vida de crianças indefesas. E ainda matou sua mãe. Não temos resposta à pergunta. É impossível.

 

Uma coisa é certa: as pessoas envolvidas, familiares, pais e mães em especial, nunca mais serão as mesmas. Um buraco profundo se abriu no coração de cada uma delas, e criou uma cicatriz que vai doer bastante.

 

Quantos projetos, quantos sonhos se apagaram no coração das criancinhas: a árvore de natal enfeitada, a casa e o jardim iluminados, presentes de natal, viagens do final de ano, diversões entre coleguinhas, o convívio prazeroso dos pais e dos avós, tudo se esvaiu como um espiral de fumaça. As balas do atirador, não as balas do bom velhinho, apagaram todos esses sonhos. Restaram somente lágrimas, e muitas.

 

A morte sempre é triste, dolorosa. E quando chega, o cenário se transforma. Foi assim na Escola de Newtown. Foi assim num lar relatado nas Escrituras Sagradas: o lar de Marta, Maria e Lázaro. Uma família amada por Jesus, cujo irmão veio a falecer. Jesus estava bem longe do querido lar de Betânia, e quando avisado, levou dois dias de viagem. Lá chegando, encontrou as irmãs abatidas, que o levaram até o lugar de sua  sepultura.

 

Embora tardia, a presença do Mestre restabeleceu a paz naqueles corações, e trouxe de novo à vida o amigo Lázaro. Suas palavras ecoam através dos tempos, e sempre se renovam em meio às tragédias onde a morte domina: “Eu sou a ressurreição e a vida: quem crê em mim, ainda que morra viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?”(Ev. de João capitulo 11).


Da mesma forma, o consolo de Jesus é o melhor bálsamo para curar as feridas dos corações abatidos pela tragédia. Em nosso pensamento tão frágil, tão mesquinho, podemos pensar que ele demora em chegar, e que talvez se esquecesse das nossas mágoas e frustrações. Ledo engano.

 

Jesus pode mudar o natal de sombras em natal de luz, uma vez que ele seja o centro do nosso amor e da nossa atenção. Somente assim veremos as luzes do Natal, anunciando que ele veio ao mundo para plantar a esperança em nosso coração, e como Salvador nos dar a vida eterna: “Eu sou a ressurreição e a vida”. Você crê?

 

Ante a tragédia da escola americana, resta-nos levar ao trono da graça de Deus as famílias enlutadas, na certeza de sua presença abençoadora,  e que Ele, só Ele, pode   enxugar dos olhos toda a lágrima.

 

Que assim seja.

 

Orlando Arraz Maz

orlando

orlando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »