NATAL, TEMPO DE ALEGRIA

 E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá,
de ti me sairá o que será Senhor em Israel,
e cujas saídas são desde os tempos antigos,
desde os dias da eternidade. (Miqueias 5:2).
E entrando o anjo onde ela estava, disse:
Salve, agraciada; o Senhor é contigo:
bendita tu entre as mulheres. (Lucas 1:26-28)

Pensando, ainda, no Natal, e meditando no texto de Miqueias 5:2, descobrimos que Deus escolheu a cidade e escolheu quem seria a mãe do Salvador. A cidade seria Belém Efrata, ou Belém de Judá, que quer dizer casa do pão, onde muitos acontecimentos históricos se sucederam: lá, Raquel, esposa de Jacó, foi sepultada; Noemi e seu marido Elimeleque, por causa da fome, mudaram-se de Belém, escolhendo Moabe, onde mais tarde morreram os filhos de Noemi e seu marido. Rute, sua nora, mais tarde casou-se com Boaz, de onde nasceu Davi. São estes os diversos acontecimentos que se deram na pequena Belém, culminando com o maior de todos, o nascimento do Senhor Jesus.

Deus escolheu a mãe. Em uma cidade obscura, para lá se dirigiu o anjo Gabriel. Quanta honra para este ser angelical, cuja missão é relatada no evangelho de Lucas: “E, respondendo o anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui envido a falar-te e dar-te estas alegres novas” (Lucas 1:19). Em outras ocasiões o anjo Gabriel foi enviado a Daniel para ajudá-lo a entender suas visões, e muito tempo depois foi enviado para anunciar o nascimento de João Batista, que em princípio duvidou da grata notícia, resultando daí sua mudez. Mas, desta vez coube a ele levar novas de grande alegria ao coração de uma jovem chamada Maria. Tão diferente do velho Zacarias, que após ouvir as explicações do anjo Gabriel, disse: “Eis aqui a serva do Senhor, cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela” (Lucas 1:38).

Quanta verdade nas palavras do anjo, declarando que seriam novas de grande alegria. Naquela noite inesquecível para os pastores, a mensagem do anjo foi singular: “O anjo, porém, lhes disse: Não tenham medo! Estou aqui para lhes trazer boa nova de grande alegria, que será para todo o povo: é que hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” (Lucas 2:10,11). A mesma alegria foi sentida pelos magos ao contemplarem no céu a estrela que os guiou até o humilde lugar: “E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra” (Mateus 2:10,11).

A alegria que vem do nascimento de Jesus é a mesma que vem ao coração de todos os que creem nele, pois esta é sua promessa: “Tenho lhes dito estas coisas para que a minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa”. (João 15:11).

Quando Zaqueu quis conhecer a Jesus do alto de uma árvore, aceitou o seu convite para descer e o recebeu com alegria. (Lucas 19:6).

E quando Jesus subiu ao céu, os discípulos “adorando-o, voltaram para Jerusalém cheios de alegria” (Lucas 24:52)

O Natal é tempo de alegria, não alegria nas reuniões familiares, nas festividades, nas trocas de presentes, pois esta é passageira e termina assim que termina o dia de Natal. A alegria real deve ser a mesma dos pastores, dos magos, de Zaqueu e de todos os que encontram Jesus, não mais na manjedoura, mas vivo no coração, como Salvador, Cristo e Senhor.

Caso tenha sido assim este o seu Natal, parabéns. Sua alegria permanecerá para sempre. Se não, peça a Cristo para nascer em seu coração e seu Natal será todos os dias, e sua alegria não terá fim.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »