O ARREBATAMENTO – PARA QUANDO?

arrebatamento

 

O tema sobre o arrebatamento tem mexido com muitas pessoas, de um lado estudiosos com suas teorias e sugestões, e de outro lado àqueles que ouvem ou leem sobre este assunto. Há muitas especulações que lamentavelmente têm causado mais confusão do que esclarecimento.

E neste emaranhado de informações muitos chegaram a marcar uma data específica, causando apreensões e desesperos nas pessoas, sem contar a humilhação pelo erro cometido, usando isto como deboche às Sagradas Escrituras. O próprio Senhor Jesus afirmou aos seus discípulos o desconhecimento do dia e da hora da sua vinda.

Devemos, sim nos preocupar com a volta iminente do Senhor Jesus, mas sob o ponto de vista de um encontro com plena tranquilidade e descanso de nossos corações. Devemos viver vidas preparadas para esse dia faustoso, mesmo aqui neste vale de dor, mas com perspectivas dos céus. Quantos que se preocupam com o dia de sua volta, mas vivem e se esquecem de andar como cidadãos dos céus. São infiéis nos seus negócios e relacionamentos, a vida familiar é cheia de altos e baixos, a linguagem é asquerosa, e por aí uma lista infinda.

O arrebatamento deveria nos levar a um viver tão santo, que ao chegar à eternidade pouco estranharíamos. O aposto Paulo escreve a seu filho na fé, Timoteo, “Diante de Deus, que a tudo dá vida, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos fez a boa confissão, eu lhe recomendo: Guarde este mandamento imaculado, irrepreensível, até a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo” (I Tim. 6:13,14). A fidelidade do discípulo seria recompensada no tribunal de Cristo que se seguirá ao arrebatamento da igreja.

Assim deve ser o viver de todo cristão autêntico: cada dia longe do pecado e com o olhar nos céus de onde virá nosso Salvador:   “Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor”(Rom.6:11). Se adotarmos este procedimento, por certo viveremos vidas cristãs sadias, esperando pelo arrebatamento a cada amanhecer.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »