O CAMINHO ENCOBERTO

deserto-caracteristicas-2

 

“Ora, quando Faraó deixou ir o povo, Deus não o conduziu pelo caminho da terra dos filisteus, se bem que fosse mais perto; porque Deus disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e volte para o Egito” mas Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do Mar Vermelho; e os filhos de Israel subiram armados da terra do Egito.(Êxodo 13:17,18)

O novo ano pode ser comparado a uma longa estrada com uma trajetória indefinida, onde podemos ver  luzes em seu início e trevas logo mais adiante.  A estrada está totalmente encoberta aos nossos olhos.

Deus conhece perfeitamente o caminho e seus olhos alcançam todos os ângulos dessa estrada. Ele deseja caminhar à nossa frente para não acontecer acidentes. Foi assim que ele agiu no passado com o povo de Israel recentemente saído do Egito.

A “estrada”  que Deus escolheu era mais longa, e a caminhada bastante difícil especialmente para idosos, mulheres e crianças. É bem provável que muitos se queixaram da rota traçada por Deus, pois o caminho mais rápido  – cerca de duas semanas – seria pela terra dos filisteus. Deus queria poupá-los dos transtornos de uma guerra e escolheu um caminho pelo deserto  que levaria pelo menos quarenta anos.

A estrada que estaremos a caminhar neste ano tem uma rota definida por Deus. Ele poderá nos levar por caminhos difíceis, sol escaldante, desertos intermináveis, que em princípio não vamos entender, mas Ele quer o nosso bem. Não nos deixa à deriva como barcos em alto mar, mas vai adiante de cada um como uma coluna de nuvem durante o dia, e uma coluna de fogo para iluminar durante a noite. Essa nuvem jamais desapareceu em todo o trajeto.

Querido amigo, assim como Deus levou o povo em segurança, Ele nos levará também. Deixemos com Ele a travessia, e nossa submissão para que vá à  frente, como nuvem nos guiando. Não nos queixemos da longa caminhada, nem da dor nos nossos pés, nem do sol a pino a nos queimar, pois Ele quer nos levar tão seguros quanto os israelitas, pois assim Ele afirma em sua Palavra:

“Quarenta anos vos fiz andar pelo deserto; não se envelheceu sobre vós a vossa roupa, nem o sapato no vosso pé”..

Somente assim teremos um ano bem feliz e abençoado.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz ©

 

orlandoarraz

orlandoarraz

2 respostas

  1. Querido irmão e mestre, as vezes a vida parece se transformar em um deserto e a caminhada por ele, ufa!, desgastante. Mas como é confortante poder lembrar com este texto que não somente Deus é quem traça nossa jornada, mas mais do que isso, nos acompanha nessa travessia…junto, ao lado, não nos deixa só (pois assim ele prometeu e é fiel para cumprir). Ele vai adiante ao mesmo tempo atrás, nos cerca pelos lados e posso dizer por experiência própria, muitas vezes, se necessário for, nos carrega em seus braços.
    Meu forte abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »