O PÃO DOS ANJOS

A caminhada pelo deserto trouxe ao povo de Israel variadas experiências e lições profundas. Uma delas é sobre o maná.
Mal começaram a viagem pelo deserto, a fome tomou conta de todos, com toda a sorte de murmurações e queixas contra Moisés e Arão.
Rapidamente se esqueceram das manifestações do poder de Deus na terra do Egito, com as pragas que Deus mandava sobre eles, livrando cada morador da cidade de Gozen. E por último, a travessia pelo mar Vermelho totalmente seco, deixando um rastro de egípcios mortos. Mas todas essas maravilhas foram esquecidas rapidamente, dando lugar à desconfiança da provisão de Deus.
Um comportamento tremendamente incoerente diante de tamanhas manifestações: se fora Deus quem os livrara com braço forte do poder de Faraó, como esse mesmo Deus agora os mataria de fome? “E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera tivéssemos morrido por mão do SENHOR na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes trazido a este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão”.(Êxodo 16:4)
Assim acontece com o ser humano, especialmente os que um dia provaram do poder de Deus e que foram libertos de uma escravidão maior. Que receberam o milagre do perdão e justificação e se tornaram filhos de Deus. Que antes marchavam a passos largos para a perdição e agora são cidadãos dos céus. Que antes não tinham a paz de Cristo, e que agora desfrutam do Deus da paz.
Quantos se esquecem rapidamente destas bênçãos ao passarem por provações que ocorrem no “deserto”. Passam a ter mais confiança em Satanás – o senhor de escravos – do que o Senhor dos seus corações. Lançam mão de recursos humanos, de tentativas inúteis, de projetos que já nascem com falhas, e mergulham de cabeça em experiências desastrosas.
Deus não trata seus filhos de modo vingativo. Assim se expressa o salmista:
“ Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniqüidades”. (Salmos 103:10)
Assim agiu com os filhos de Israel naquela ocasião: “Então disse o Senhor a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não”.
Deus queria o bem do povo. Queria que continuassem com vida, e providenciou-lhes um alimento celestial. O pão dos anjos (Salmo 78:25). A porção que os israelitas tinham no Egito vinha da terra, do suor do rosto, da plantação, das abundâncias do rio Nilo. A que Deus iria providenciar vinha dos céus. E esta jamais falharia. Cada manhã lá estaria para suprir as necessidades de cada família. E assim aconteceu pelo espaço de 40 anos, sem falhar um só dia.
Cristo é o pão que veio do céu para alimentar a vida espiritual de seus filhos. “Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.” (Ev. João 6:33,35)
Quando pararmos de nos queixar diante das aflições e buscar com pressa o alimento para nossas almas, obedecer sua Palavra e andar nos seus caminhos, Ele nos tornará pessoas fortes, saudáveis, mesmo caminhando pelas “areias quentes do deserto”.
É necessário deixar as murmurações de lado. Elas devem ficar no “Egito”.
Que assim seja.
orlando

orlando

Uma resposta

  1. Olá, meu bom irmão e amigo

    Já há algum tempo que não passava por aqui.
    Sentimo-nos muito bem neste seu espaço.
    Gostei muito do seu texto.

    Especialmente esta parte:

    "Cristo é o pão que veio do céu para alimentar a vida espiritual de seus filhos. “Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.” (Ev. João 6:33,35)"

    Palavras benditas estas!

    Deixo o meu abraço muito amigo e o desejo de muitas bençãos, para o irmão, para a sua família e o seu ministério.

    Viviana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »