meditaçoes bc

O RICO E LÁZARO


“É melhor mendigar o pão neste mundo,

do que pedir água no inferno”

 

O rico e Lázaro são dois personagens que têm sido estudados por teólogos através dos tempos, e discutido por leitores e expositores da Bíblia, e muitos sem encontrar respostas para seus questionamentos.

Não pretendo com este artigo solucionar as dúvidas, mas, sim, compartilhar o que tenho aprendido com a ajuda de bons ensinadores e com a iluminação do Espírito Santo.

Trata-se, portanto, de uma história de duas vidas, duas mortes e dois destinos.

Primeiramente, esta é uma passagem real e não parábola, pois Jesus dá o nome de Lázaro, que é a palavra grega para Eliezer, que significa “Deus é (minha) ajuda”. Por sinal um nome apropriado para ele. Nas parábolas contadas por Jesus não há menção de nomes de pessoas, a exemplo da parábola do filho pródigo.

É um solene aviso dado por Jesus que abre a cortina da eternidade, e nos apresentam duas vidas que viveram neste mundo, uma sem se preocupar com seus semelhantes, alheia às suas necessidades, e sem ter o amor de Deus em seu coração. Lázaro, por sua vez, viveu uma vida confiando no Salvador para a salvação de sua alma.

Portanto, Lázaro não foi para o “seio de Abraão”, o céu, porque era pobre, mas porque em vida confiou em Jesus como Salvador; o rico, por sua vez, não foi para o inferno porque era possuidor de uma grande riqueza, pois Abraão que era muito rico creu em Deus, conforme nos ensina a bíblia:

“e se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus. (Tiago 2:23)

 Assim, o rico foi para o inferno porque não possuía Deus em seu coração, e, portanto, não podia amar Lázaro nem outras pessoas.

O apóstolo João ao escrever sua primeira carta, assim nos ensina:

 “Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos”.(5:2)

 Esta passagem deixa claro que o inferno é um lugar real, assim como eram reais os seus personagens. Não há qualquer menção de um lugar intermediário como purgatório, onde os mortos vão passando por diversos estágios até alcançar a purificação. Ledo engano. Pelo contrário, serve de advertência para que todos em vida recebam a Cristo como Salvador. Assim nos ensinam as Escrituras:

“E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo” (Hebreus 9:27)

 O inferno será um lugar terrível onde vão todos os que não creem na palavra de Deus, não admitem serem pecadores carentes de um Salvador, e recusam as provisões de Deus para suas vidas.

Também descubro que após a morte há plena consciência, pois o rico trazia lembranças de seus irmãos, e de Lázaro e podia chamar Abraão de pai (costume usado pelos judeus).

O sono da alma deve ser totalmente descartado como pretendem alguns. O rico não perdeu a visão, a consciência, ou os sentidos através dos quais sentia dor e necessidades. Ele se encontrava em tormentos como nos conta Jesus – e Jesus, como Deus, não pode mentir. Ele pede a Abraão que mande Lázaro molhar na água a ponta do seu dedo e venha refrescar sua língua, pois estava atormentado na chama do inferno.

Muitos para alcançarem tranquilidade querem entender que tudo isso é figurativo e não real. Argumentam que uma alma sem corpo não pode ter sede nem dor. Embora admitamos que isso possa ser figurado, a situação no inferno era real e o objetivo de Jesus era avisar-nos do perigo e dos horrores do inferno.

Outra grande verdade nesta passagem é que os mortos não se comunicam com os vivos. Não há qualquer vislumbre nesta passagem bíblica, pois Abraão é enfático em sua resposta:

“Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos. Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos”.(Lucas 16:29-31).

Abraão não indicou meio e nem permitiu tamanho absurdo, mas disse-lhe que seus irmãos deveriam dar ouvidos aos ensinos dos profetas e de Moisés. E ainda acrescentou que se um morto fosse ter com eles tampouco acreditariam. E isto está de acordo com a ressurreição de Lázaro (não o desta história), que após quatro dias na sepultura foi ressuscitado por Jesus, e logo os principais sacerdotes resolveram entre si matá-lo. (João 12:10).

Nesta solene passagem descubro o amor de Deus que quer que todos os homens se salvem:

“o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”.(II Tim.2:4)

 Por fim entendo que o inferno é um lugar onde o amor e a compaixão de Deus, assim como sua misericórdia, não entram. É um lugar onde não há uma segunda chance.

Durante o curso de nossas vidas temos muitas oportunidades, e Deus as concedem porque nos ama e quer que todos sejam salvos e ganhem os céus e não o inferno. Após a morte as oportunidades se findam.

Resta, portanto, um abençoado escape da estrada que leva o homem ao inferno: dar meia volta e refugiar-se em Cristo, confessá-lo como Salvador e segui-lo por uma nova estrada, onde a Cruz é o ponto de partida.

 “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,

o qual se deu a si mesmo em resgate por todos, para servir de testemunho a seu tempo” .(IITim.2:5,6)

 Que assim seja

Orlando Arraz Maz

orlandoarraz

orlandoarraz

Uma resposta

  1. Muito boa e oportuna essa meditaçáo,pois muitos estáo equivocados achando que (todos )os caminhos levam a DEUS. Disse JESUS : EU sou o CAMINHO a VERDADE e a VIDA ,ninguém vem ao PAI a nao ser por MIM. Evangelho de João,capitulo 14 e versículo 6.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

O VERDADEIRO NATAL

 “ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”. (Mateus 1:21). Falar ou escrever sobre

Leia mais »

ESPERANÇA INABALÁVEL

Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração. Romanos 12:12 Durante a guerra civil americana, num determinado dia houve um momento de trégua,

Leia mais »

AFLIÇÕES QUE PASSAM

 “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser

Leia mais »

SONO DE CRIANÇA

Senhor, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para

Leia mais »

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »