ORELHA RESTAURADA

 Orelha

“Então um deles feriu o servo do sumo sacerdote,

e cortou-lhe a orelha direita.

Mas Jesus disse: Deixei-os;

basta.

E tocando-lhe a orelha, o curou”. Lucas 22:50,51

 

Na noite da traição, este milagre chama nossa atenção por ter sido feito em favor de alguém que foi prender o Senhor Jesus. João, o evangelista, é o único que nos informa que seu nome era Malco.

Os ânimos estavam exaltados naquela noite. Pedro, numa tentativa de defender seu Mestre, toma sua espada e desfere um golpe contra Malco, desejoso de matá-lo cortando-lhe o pescoço. Entretanto, sua espada foi desviada por mão invisível, e somente a orelha foi atingida. Pedro foi repreendido por Jesus, pois este não era o propósito do Pai. Jamais Jesus precisaria de tais meios para defender-se.

Lucas nos apresenta a maneira amorosa de Jesus em restaurar a orelha ferida. Simplesmente a tocou. E de repente lá estava ela em seu lugar como se nada tivesse acontecido. Um milagre surpreendente. Nada sabemos sobre a reação do homem, ou seu espanto em ser curado por alguém que ele veio para maltratar e prender com crueldade.

Mas de Jesus, sim, podemos admirar sua resignação diante da revolta da multidão com tanta brutalidade. Calmamente repreendeu a Pedro pedindo que guardasse sua espada, e em seguida realizou o grande milagre restaurando a orelha de Malco.

Creio que Pedro, anos mais tarde, ao escrever sua primeira carta recorda a cena desta noite, e inspirado pelo Espírito Santo nos deixa este precioso versículo:

sendo injuriado, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente”; (I Pedro 2:23)

Quão diferente é Cristo de todos os homens, que ao serem atacados procuram revidar imediatamente. Pagam na mesma moeda.

Nosso amado Salvador não agiu e nem age assim, pois é Deus que se manifestou aos homens em um corpo, e nunca conheceu o pecado. Como estaríamos hoje diante de nossas ofensas? Da mesma forma que Malco foi beneficiado com misericórdia, nós também fomos.

Nossa cura suplanta todas as demais, pois fomos curados das mazelas do pecado, abençoados com um novo coração, e uma paz que ninguém nos pode tirar. O profeta Isaias assim se expressa no majestoso capítulo 53:

“Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz

orlandoarraz

orlandoarraz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »