PARA QUEM IREMOS?

cruz

“Senhor, para quem 
iremos?
Tu tens as palavras de
vida
eterna.Nós cremos e 
sabemos que és o Santo de 
Deus”
(João 6:68,69)

Toda vez que me deparo com este texto fico imaginando a cena: uma sinagoga lotada, pessoas atentas ao discurso de Jesus sobre “o pão que desceu do céu”. Alguns entenderam suas palavras, mas outros não quiseram entende-las. Deixando a sinagoga, muitos seguiram a Jesus, mesmo os que discordaram dele; alguns caminhavam aborrecidos, outros entristecidos e muitos revoltados alegando que seu discurso era bastante duro, ou seja, impossível de ser seguido.

A partir deste dia uma leva de “discípulos” o abandonou. Voltaram para suas casas com Jesus do lado de fora. E quanto perderam!

O quadro se repete em nossos dias, quando há muitos que discordam dos ensinos de Jesus, não creem em suas palavras, põe em dúvida sua divindade, fazem pouco de sua ressurreição e não aceitam sua volta para o céu. São extremamente infelizes como aquela multidão descrita nos versículos desta meditação.

Quando Jesus viu que viravam suas costas e o abandonavam, dirigiu-se ao grupo dos discípulos e perguntou-lhes: “Quereis vós também retirar-vos?” Desde o início de seu ministério não forçou a nenhum deles para segui-lo, e todos o seguiram espontaneamente. Ainda hoje é assim, pois convida cada um ressaltando: “vinde a mim… sou manso e humilde de coração… e encontrareis descanso para vossas almas”.

“Para quem iremos nós”? Foi a majestosa resposta de Pedro. Desde o primeiro dia quando visitou a casa do “Messias” com seu irmão André, saiu com a certeza de que achara o tesouro mais precioso de sua vida, e dele não abriria mão por nada, daí sua resposta. E continuou: “Tu tens as palavras de vida eterna. Nós cremos e sabemos que  és o Santo de Deus” Notaram a colocação das palavras de Pedro? “Cremos”. Foi o que aconteceu quando encontrou Jesus. Sem reservas creu e o aceitou como o Messias. Colocou sua fé em Jesus.  Depois vem: “Sabemos”. Tudo o que viu na pessoa de Jesus foi o suficiente para declarar “és o Santo de Deus”.

Mais do que nunca necessitamos de Jesus,  quando há muitos ao nosso redor que o abandonam e seguem homens religiosos com suas ideias. Não há outro caminho a não ser Jesus, pois Ele tem as palavras de vida eterna, infalíveis, imutáveis e abençoadas. Já o sabemos, pois a Bíblia é rica de dados sobre Jesus. Precisamos, sim, crer sem reservas.

Tomemos a mesma posição de Pedro e seremos felizes nos agarrando a Jesus.

Que assim seja

Orlando Arraz Maz

 

 

 

 

orlandoarraz

orlandoarraz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »