meditaçoes bc

PREGADOR IRADO

Há alguns dias recebi um vídeo postado no YouTube e o assiste,atraído pela expressão usada pelo pregador: “blogueiros filhos do diabo”.
Lamentavelmente, nos últimos tempos os pregadores que usam a mídia eletrônica apelam para práticas totalmente condenadas pelas Escrituras, ora prometendo favores de Deus mediante ofertas, uma barganha vergonhosa, ora se auto intitulando profetas, apóstolos, bispos. Não se apresentam como “servos”,pois o título não tem carisma para eles.
Mas o pregador irado ultrapassou os limites por onde qualquer filho de Deus deve caminhar. Deixou de ser um autêntico filho de Deus para ser um pregador colérico, com ameaças, sob a expressão “e eu sou profeta,te cuida malandro,te cuida meu chapa”.
A expressão usada jamais deveria ser adotada, pois a mansidão é ensinada pelo Senhor Jesus, e esse pregador a desconhece, pois é do tipo: “bateu, levou”. As instruções deixadas pelo apóstolo Paulo em sua primeira carta a Timoteo (Cap.3), são esclarecedoras no tocante ao comportamento dos presbíteros, entre as quais “moderado, não contencioso”,ou “inimigo de contendas”, traduzida por W.E.Vine como “não combatente”.Deve ter um caráter pacífico,não arrogante,e estará sempre a renunciar seus direitos pessoais”(Comentário Ritchie vol.12 –pgs.88).
Além do mais, esta não é a postura de um homem que se diz ser homem da Deus. Não nos cabe o julgamento de qualquer pessoa, e este bastante ousado, de dizer que alguém é “filho do diabo”. Os pregadores devem amar as pessoas que ainda não conhecem o amor de Cristo, e jamais julgar aqueles que já se confessam filhos de Deus (no caso blogueiros cristãos).
O apóstolo Paulo escrevendo sua carta aos Romanos, salienta: (12:17 a 21)
“A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem”.
Cabe ao ilustre pregador rever suas prédicas com urgência, pois aqueles que ainda não conhecem Jesus como Salvador, esperam uma mensagem de paz, de esperança e de vida eterna. Querem ouvir palavras de graça e não palavras chulas, pois estas são ouvidas em muitos lugares. O púlpito é um lugar onde os céus devem se aproximar da terra e mostrar as belezas de Jesus.
Muitos blogueiros cristãos se esforçam na apresentação de uma mensagem sadia, que só podem ser produzidas por pessoas restauradas, e jamais ser considerados como “filhos do diabo”.
Ainda é tempo, pregador, para a correção deste ato tão vergonhoso, e o senhor sabe qual é o caminho indicado nas Escrituras.
Orlando Arraz Maz
Blogueiro cristão pela Graça de Deus.
orlando

orlando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

FELIZ DIA DAS MÃES

Hoje é um dia bastante especial, portanto, diferente de todos os outros. Esse dia foi instituído para homenagear nossa mãe, e devolver-lhe um pouco do

Leia mais »

O VERDADEIRO NATAL

 “ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”. (Mateus 1:21). Falar ou escrever sobre

Leia mais »

ESPERANÇA INABALÁVEL

Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração. Romanos 12:12 Durante a guerra civil americana, num determinado dia houve um momento de trégua,

Leia mais »

AFLIÇÕES QUE PASSAM

 “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser

Leia mais »

SONO DE CRIANÇA

Senhor, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para

Leia mais »