SE DEUS FIZESSE GREVE?

 

Contudo não deixou de dar testemunho de si mesmo,
fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas,
enchendo-vos de mantimento,
e de alegria os vossos corações.(Atos 14:17)

Diante da cura de um homem aleijado que nunca havia andado, o povo da cidade de Listra desejou endeusar os apóstolos Paulo e Barnabé, chamando-os de Mercúrio e Júpiter, respectivamente.

Em face deste impulso totalmente contrário ao que ensinavam, disse-lhes que eram pessoas como eles, e que lá se encontravam para pregar-lhes o Evangelho, a fim de levá-los ao conhecimento do Deus vivo e verdadeiro.

E aproveitando a ocasião, apresentou-lhes a bondade de Deus que envia chuvas do céu, estações frutíferas, farto mantimento e alegria a todos os corações. (Atos 14:17).

Um Deus realmente bom, e que não age como o ser humano, notadamente nos dias em que vivemos, onde greves gerais, tumultos, desordens estão por todos os lados ao redor do mundo. Há paralizações em todos os setores, transportes, hospitais, empresas, onde as pessoas vivem assustadas.

Fico feliz porque Deus não decreta greves, pois neste caso estaríamos perdidos. Já imaginaram se Deus decretasse uma greve geral das chuvas por um período de seis meses? Ou se decretasse greve transformando o solo em terra árida, onde não germinasse qualquer semente? E, ainda, se excluísse a alegria dos corações? Por certo seria um caos. Uma tragédia mundial.

O ser humano é mau e não se importa em provocar prejuízos, desordens e tumultos. Enquanto não conhecer o verdadeiro Deus que foi anunciado aos moradores de Listra, e que vem sendo propagado através dos tempos até nossos dias, o panorama será de caos total. Deus é o Deus que amou e ama o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo o que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

Nas greves dos homens todas as portas são fechadas.

Mas Deus, o nosso Deus, é o Deus que nunca fecha as janelas do céu. É o Deus que nunca fecha o caminho que foi aberto na cruz do calvário; que nunca fecha seus ouvidos para o clamor do aflito; que nunca vira as costas àquele que pecou; que nunca fecha os olhos para ignorar aquele que chora.

Vale a pena conhecer o Deus que não conhece greve, mas que derramam dos céus suas bênçãos aos corações dos homens:

“Mas quando se manifestaram a bondade e o amor pelos homens da parte de Deus, nosso Salvador, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador. (Tito 3:4-6)

Que assim seja

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »