SERVO FIEL – UM RETRATO

 

“E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”  (Mateus 25 : 21)

 

Este blog presta sua homenagem ao amado irmão João Claudino, que no dia 17 de outubro por volta das seis horas da manhã, partiu para estar com Cristo.


Servo fiel e valoroso que testemunhou até o fim, de seu precioso Salvador  a quem sempre serviu com alegria.


Fica guardado em nosso coração seu sorriso, bem como suas palavras de ânimo e consolo que sempre nos tocavam. 

Que possamos imitar seu exemplo de vida, e honrar a “cristãos como este”, nas palavras do Apóstolo Paulo (Filip.2:29)


O poema abaixo foi escrito por sua filha Magda e lido por seu filho Maurici na cerimonia fúnebre. 

 

Corre João!

 

João Claudino da Silva, assim lavrou-se o registro no dia 01 de abril de 1933.

Um menino pobre, nascido na cidade de Pindorama, interior de S.P.


Corre João, corre. 

Corre atrás da mãe querida, buscando carinho que nesta vida, só mãe pode dar.

O menino crescia agora mais solitário, porém mais responsável;


Corre Joãozinho, corre. 

Corre atrás da casa, pegando lenha, andando na mata, atrás do sustento para se alimentar.


O tempo voava, o menino não parava de correr. 

Corre João! Corre atrás do estudo em tempo oportuno para dar-lhe condições de um futuro melhor para viver.

O menino mudou; agora jaz um rapaz. Do campo para a cidade; correndo sempre…

Corre Servilho, corre atrás da bola, quão linda ela rola o sonho da vitória que ele queria conhecer.

Bailes, encontros juvenis, clubes; o jovem João almejava sua cara metade.


Corre João! Corre atrás da linda morena com ar de sereia que conquistou-lhe o coração.


Os filhos vieram, que alegria para João, mas os tempos eram de escassez, o que fazer então?


Corre meu bem, corre; corre atrás do financiamento da casa, mesmo sendo difícil a marcha, liquidou sua dívida com a caixa.


Comecei a concluir que João havia parado de correr, mas de repente, vi seus pezinhos saltitantes. Ele não corria atrás de sua mãezinha, pois esta se foi. Não mais atrás da casa, pois esta se foi, não mais do estudo, não mais atrás da bola, ele não corria mais atrás da linda morena e nem do financiamento da casa. Ele agora corre atrás do ser que lhe proporcionou toda essa jornada.


Corre Sr João, corre!Corre atrás do Deus vivo; corre atrás de estudos bíblicos, corre atrás dos netos queridos, corre atrás de consagração!


Puxa esse Sr João é incansável. Ele não para de correr!

Corre João, corre! 


Corre atrás das mansões celestiais que Teu Pai eterno te prometeu e agora com certeza receberás a coroa da vida em recompensa da Tua vitória.


Corre João, corre.

 

Magda Claudino

orlando

orlando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

BANDEIRA DA ESPERANÇA

Nossa esperança está no Senhor; ele é o nosso auxílio   e a nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos no seu

Leia mais »

TORRE FORTE E INABALÁVEL

Uma homenagem à Casa de Oração de Jardim Botucatu pelos seus 48 anos de atividade. 1973 – 2021  As torres construídas ao longo da história

Leia mais »

BOAS OBRAS NA PANDEMIA

“Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me

Leia mais »

UM NOVO VIGOR

  UM NOVO VIGOR Senhor, traga de novo ao coração do crente A comunhão da igreja dos primeiros dias. A conversão sincera, novo andar e

Leia mais »

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »