UMA NOVA VISÃO

Lançando sua capa para o lado,
de um salto, pôs-se de pé e dirigiu-se a Jesus” (Marcos 10:50)

 
Quando Jesus deixava a cidade de Jericó encontrou-se com um cego e devolveu-lhe a luz dos seus olhos. Esmolando à beira do caminho, percebeu que era Jesus quem se aproximava, e assim, começou a gritar implorando misericórdia. Sua situação era deveras triste, pois além de ser pobre e totalmente dependente da ajuda de outras pessoas, era desprovido da visão. Assim, mais do que nunca, precisa  encontrar Jesus, o Filho de Davi, e clamar por misericórdia. E o dia mais feliz de sua vida chegou.

Quantas lições podemos extrair desta passagem e aplicá-las na vida espiritual, não é mesmo? A Bíblia nos ensina que somos nascidos cegos, pobres e dependentes. O pecado roubou-nos tudo, atirou-nos à beira do caminho, sem piedade e sem misericórdia. Este é o serviço de Satanás, pois veio para “matar, roubar e destruir”.  Mas Jesus veio para dar vida e vida plena. (João 10:10).

Jesus ouviu seus gritos implorando misericórdia, embora muitos se incomodaram. Jesus, porém, mandou chamá-lo.

Não há outro recurso para o pecador senão clamar a Jesus e implorar  sua ajuda, mesmo que muitos o impeçam e se incomodem com seu clamor.

Jesus veio para “abrir os olhos aos cegos, para libertar da prisão os cativos e para livrar do calabouço os que habitam na escuridão”. (Isaias 42:7).

Bartimeu, o cego, atendeu prontamente o chamado de Jesus. Primeiro, desfez-se de sua capa, deu um salto, pôs-se de pé e dirigiu-se a Jesus. (Marcos 10:48-50).

Para sairmos da miséria espiritual como Bartimeu, precisamos reconhecer nossa total dependência de Jesus e clamar por sua misericórdia. Mas que ninguém se esqueça: “a capa” de nossa arrogância, de nossos “méritos”, de nosso “eu”, totalmente suja e imprestável, precisa ser deixada no caminho, pois sem dúvida vai nos impedir de alcançar a misericórdia de Cristo.

Por fim, Bartimeu pediu o que mais precisava: “Mestre, eu quero ver”. E imediatamente sua visão voltou e passou a seguir Jesus pelo caminho. Não mais o caminho da miséria que percorreu durante sua cegueira, mas o caminho que era o próprio Senhor Jesus.

Agora que todos sabem que a ”capa” atrapalha, precisam clamar sem demora:” Mestre, eu quero ver”, e sem dúvida os olhos espirituais serão abertos, e a beleza de Cristo será apreciada em sua totalidade.

Jesus ainda passa pelo caminho onde o pecador se encontra caído, e seu desejo é abrir-lhe os olhos. Ajoelha agora aos seus pés, e faça o que manda sua Palavra: “Se com tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo”. (Rom. 10:9).

Sem “capa”, mas com visão dada por Jesus.

Que assim seja.

Orlando Arraz Maz©

Orlando Arraz Maz

Orlando Arraz Maz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bem vindo!

Deixe seu comentário no final da postagem aqui no blog.

A SENDA DO CRISTÃO

HINOS E CÂNTICOS

O FOLHETO FALANTE

Clique no folheto que abrirá em PDF

Postagens Recentes

QUAL O TAMANHO DO SEU SOFRIMENTO?

  Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão

Leia mais »

O SANGUE QUE ME PURIFICA

“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos

Leia mais »

O MILAGRE DA OBEDIÊNCIA

“Tendo acabado de falar, disse a Simão: “Vá para onde as águas são mais fundas”, e a todos: “Lancem as redes para a pesca”. Simão

Leia mais »

UMA NOVA VISÃO

Lançando sua capa para o lado, de um salto, pôs-se de pé e dirigiu-se a Jesus” (Marcos 10:50)   Quando Jesus deixava a cidade de

Leia mais »